Digital clock

Veja o que se deve cortar para emagrecer mais rápido

GORDURAS X CALORIAS 
Veja o que se deve cortar para emagrecer mais rápido




Na hora de fazer dieta muita gente acredita que o que vale mesmo é contar calorias. E é quase consenso que o 'vilão' mais calórico da alimentação são os carboidratos. O prato típico brasileiro, com arroz, feijão e carne, por exemplo, tem vários nutrientes essenciais para o organismo, e também muitas calorias. Porém, não é somente a contagem das calorias que deve ser levada em conta na hora de perder peso. 


Estudos de revisão realizados por profissionais da Universidade de São Paulo (USP) demonstraram que a comida gordurosa facilita a deposição de gordura corporal com mais rapidez do que comidas ricas em carboidratos, mesmo quando o índice calórico das duas é similar. De acordo com os pesquisadores, o risco de conversão em gordura corporal no primeiro caso é de 96%, enquanto que no segundo caso é de apenas 46%. 



Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o corpo precisa sim de carboidratos para acabar com a barriguinha. Os pesquisadores explicam que um subproduto dele é essencial para quebrar lipídios no organismo. Sem esse nutriente, o corpo é obrigado a usar substratos que vieram da degradação dos músculos para originar os quilos a mais. Ou seja, cortar calorias sem ficar atento ao que está sendo tirado da bandeja pode resultar em perda de musculatura. Neste momento, os números na balança podem até cair, no entanto, para a tristeza de muitos, a barriga saliente permanece intacta.


O apetite das pessoas também é essencial para o sucesso de dietas. Quando a pessoa come comidas muito gordurosas, isto faz com que o apetite fique desregulado. Em execesso, as gorduras saturadas ativam o sistema imunológico causando inflamações pelo corpo todo, até mesmo na cabeça. Esse processo acaba dificultando a ação da leptina e da insulina - substâncias que quando agem na massa cinzenta trazem a sensação de saciedade. E se você sente mais fome, fica mais difícil ainda resistir a alimentos como doces, frituras e pizzas. 

De tudo um pouco 

Mas para garantir o sucesso da sua dieta, só eliminar as gorduras do seu cardápio também não vai adiantar. A ideia é substituí-la por opções mais leves e saudáveis, consumidas em porções significativas. A partir disso, é possível começar o caminho para esculpir o corpo, e para que a cintura permaneça fina por anos! 

Prova disso é uma pesquisa realizada pela Universidade de Copenhague, na Dinamarca. Para o estudo, os pesquisadores selecionaram 773 adultos que haviam emagrecido recentemente e pediram que uma parte deles seguisse uma dieta rica em proteínas por 26 semanas. O restante se alimentou com poucas fontes do nutriente, preocupando-se somente com calorias e, em menor grau, com as gorduras. Resultado: a maioria dos integrantes do primeiro grupo se manteve em forma, enquanto, no segundo, muitos indivíduos voltaram a ter a barriga aparente. 

A esta altura você deve estar todo alegrinho achando que as proteínas são a solução de tudo, certo? Errado mais uma vez. Os adeptos da academia, acreditam que engolir bifes e mais bifes para conseguirem mais músculos, porém, o corpo só consegue processar determinada quantidade da substância, em média 1 grama por quilo do peso corporal. O excesso de proteínas desse tipo pode acarretar problemas nos rins. As proteínas geram saciedade e formam músculos sim, mas o ideal é consumir alimentos mais leves e sem exageros. 

Para ajudar ainda mais no processo de emagrecimento, as fibras devem ser encaixadas no cardápio. Por retardarem o esvaziamento gástrico e diminuirem picos de insulina após as refeições, elas mantém o hormônio em níveis adequados. Ou seja, consumir fibras ajuda a saber quando é hora de parar de comer. Por isso é importante o consumo dos cereais integrais. 
Reprodução

Outro fato que não deve ser esquecido é que fazer mais refeições ao longo do dia pode fazer toda a diferença. É importante se alimentar muitas vezes, com porções controladas. Caso contrário, o corpo entende que está faltando comida no ambiente e passa a trabalhar em um ritmo mais lento. Por fim, lembre-se que praticar exercícios físicos, além de evitar a flacidez dos músculos, ajuda a emagrecer 
mais rápido. 

Como agir no dia a dia? 

Leia todo o rótulo 

Alguns produtos são bastante calóricos, mas, por outro lado, têm uma menor quantidade de gorduras saturadas ou trans. Vale a pena conferir se eles estão repletos das versões insaturadas, que, consumidas moderadamente, são benéficas para o sucesso de uma dieta. Também fique de olhos abertos para a porção indicada. 

Líquido ou sólido? 

As frutas são ótimas amigas da boa saúde, não importa a forma como são apresentadas na mesa. Agora, quando o objetivo é secar os excessos gordurosos, aposte nas versões in natura. Assim você aproveita melhor suas fibras. Para quem acha que é pouco, o suco ainda carrega mais frutose, um açúcar que contribui para o ganho de quilos indesejados. Fique atenta! 

Faça exercícios 

Antes da atividade física, é sempre bom ingerir fontes de carboidratos simples, como uma fruta leve. Não esquecendo que estar hidratado também é essencial. Isto ajuda a aumentar a resistência e, beneficiar o desenvolvimento muscular. Evite ficar sem comer ou, por outro lado, engolir alimentos fibrosos e refrigerantes. Após a suadeira, lance mão de alimentos proteicos, como o peito de peru, porém moderadamente. 

Tipos de gorduras 

Insaturadas: desde que ingeridas com parcimônia, protegem o sistema cardiovascular das placas gordurosas. Presentes em peixes e no azeite, também combatem inflamações. Com isso, atenuam os efeitos engordativos de outras gorduras. 

Trans: ela foi praticamente banida no Brasil. Ainda encontrada em alguns biscoitos ou margarinas, danifica a membrana das células e eleva os níveis de colesterol. 

Saturadas: aparecem nas carnes gordas, no leite e em seus derivados. Como estão ligadas a problemas cardíacos, recomenda-se que não mais do que 7% das calorias ingeridas diariamente venham delas. E vale reforçar: são as que mais prejudicam tentativas de se manter em forma e de fazer um regime ir por água abaixo. 

Tipos de carboidratos 

Simples: ideais para aumentar a disposição, estão nas frutas e no arroz branco. A parte ruim da história é que aumentam as taxas de açúcar, que prejudica os diabéticos. 

Complexos: eles constituem os cereais integrais e aumentam a sensação de saciedade, além de evitar picos de glicose na circulação. Para melhorar, dificilmente se transformam em pneus ao redor do abdômen. Só não são indicados para antes dos exercícios físicos. (Fonte: Revista Saúde é Vital)



Emagreci. Mas e agora?


Emagreci. Mas e agora?

Saiba como reparar 
os problemas da flacidez da pele
depois de perder peso
Por Redação M de Mulher





Flacidez, este corpo não te pertence!

Você emagreceu, ótimo! Em compensação, 
pode ser que sua barriga tenha caído e que
 tenham surgido estrias. 
O cabelo ficou opaco e quebradiço? Pudera!

Perder peso causou estresse no seu organismo,
 e é desta forma que ele grita. 
A boa notícia é que é possível resolver o problema
 com boa alimentação, 
cremes ou tratamentos mais intensivos, 
como a cirurgia plástica.


Ai, caramba, tô flácida! 


O colágeno é o herói do combate à flacidez. 
Essa proteína dá firmeza à pele e existe 
em vários alimentos. 
Ao ingeri-los com frequência, 
a elasticidade da pele aumenta.

Mas a proteína não trabalha sozinha. 
Ela precisa se combinar a outros elementos, 
como o zinco e as vitaminas A, C e E. Assim, 
a manutenção da pele, do cabelo e das unhas, 
por exemplo, estará completa. 
Você ainda pode encontrar o colágeno 
em farmácias e lojas de produtos naturais, 
sob diferentes formatos: 
cápsulas, cremes e até em pó. 
No último caso, 
recomenda-se ingerir 10 gramas, 
toda manhã, diluídos em água.

Existem, também, aparelhos usados 
em consultórios médicos que estimulam a 
produção de colágeno. 
Segundo a dermatologista Karin Ventura, 
os tratamentos Titan, Thermacool 
e Accent são os mais conhecidos. 
Porém, são caros e exigem várias sessões 
pra trazer resultado.


Quando só a plástica funciona 


Em obesos, a pele estica mais do que
 o suportável e perde a elasticidade. 
”Os quilos vão, mas a pele não consegue voltar”, 
diz o cirurgião plástico Rodrigo Danese. 
A abdominoplastia, feita na região da barriga, 
é a operação mais recomendada. 
Essa cirurgia dura cerca de duas horas 
e o valor cobrado varia entre R$ 10 e 15 mil. 
Só após três semanas é que a 
paciente começa a retomar a vida normal. 
Há riscos de morte envolvidos.


A alimentação salvou meu cabelo

Cláudia, 32 anos, dona de casa, 

”Perdi 55 kg e não tive flacidez 
porque fiz uma dieta balanceada. 
No entanto, meu cabelo caiu por um tempo. 
Consegui resolver o problema com frutas, 
legumes e verduras que estimulam a 
produção de colágeno.”

SAÚDE E CURA PELOS ALIMENTOS - Vida Saudável

SAÚDE E CURA PELOS ALIMENTOS - " Vida Saudável e Natural"


SAÚDE CURA PELOS ALIMENTOS
Tem por finalidade divulgar e orientar quanto a uma alimentação natural como também, o tratamento de vários males através dos alimentos naturais.
Hoje, a ciência da alimentação prova através das pesquisas e de estudos, a existência da relação entre a saúde e a alimentação, pois uma alimentação natural além de conservar a saúde, tem propriedades curativas.
Em resumo, nos somos o que comemos!



O controle do sal, das gorduras e a eliminação de alguns hábitos alimentares, poderão alem de prolongar a vida das pessoas, ajuda-los na proteção contra varias doenças ajudando no tratamento de vários males que assombram os homens de nosso século.
Cada fruto, folha ou raiz tem muitas vezes por trás de sabores suaves, adocicados e amargos, a cura de várias enfermidades que muitas vezes o próprio homem desconhece. São milhares de sabores e aromas que foram colocados propositadamente na natureza para ajudar o homem na cura de seus males.
Mudando a alimentação, abriremos caminho para um processo de cura no organismo enfermo e preparando o corpo para uma condição de vida saudável.



Desde longa data, a Fitoterapia é estudada pelos meios científicos e tem comprovado que, o uso correto dos alimentos naturais é a fonte da longevidade assim como na Terapia Ortomolecular que aliando o tipo sangüíneo ao alimento restabelece uma relação de vida saudável, vigorosa e livre de doenças.
Todas as pessoas que tenham algum conhecimento de alimentação e cura através de alimentos naturais com base em conhecimento e pesquisa, juntem-se a nos onde poderemos ajudar-nos mutuamente a divulgar uma vida saudável e natural.



“O homem só conseguira uma vida plena com saúde e desenvolvimento intelectual, quando conseguir respeitar às leis naturais e as leis de Deus”.
Achiles Holanda

Emagrecer: como perder peso rápido e com saúde

Emagrecer: como perder peso rápido e com saúde


Para perder peso com saúde é necessário que o corpo gaste mais calorias do que consome. É por isso que as duas medidas mais importantes para chegar ao peso idealsão ajustar hábitos alimentares e praticar atividades físicas. Mas isso deve ser feito de forma gradativa e com um cardápio saudável e variado. Siga as dicas para emagrecer de forma saudável:


Dica #1:Consuma alimentos que queimam a gordura 

Alguns alimentos ajudam a emagrecer porque estimulam a queima de gordura. O chá de hibisco, lichia, farinha de amora estão entre eles.


Dica #2: Consuma alimentos que desincham

Alimentos ricos em ômega 3 (salmão, atum, sardinha, arenque, cavala, linhaça, castanhas) contribuem para o emagrecimento devido à ação anti-inflamatória.


Dica para emagrecer #3: Aumente a saciedade

Alimentos ricos em fibras proporcionam maior saciedade, logo a fome demora mais a aparecer, o que ajuda você a perder peso. As principais fontes de fibras são: frutas, cereais integrais, como arroz, trigo, centeio, cevada e a aveia. As leguminosas, como feijões, lentilha, grão de bico e ervilha e as verduras e legumes também contam com boas quantidades de fibras. As sementes, como a chialinhaça e semente de abóbora, também tem fibras. Saiba tudo sobre as fibras.


Dica #4: Consuma alimentos que aceleram metabolismo

Os alimentos com ação termogênica estimulam a maior queima de calorias. Os principais alimentos termogênicos são: pimenta, chá verde, canela, gengibre e café. Veja os benefícios dos alimentos termogênicos.




Dica para emagrecer #5: Faça lanchinhos!

O ideal quando se quer perder peso é fazer as três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e dois ou três pequenos lanches. Isso manterá seu metabolismo funcionando o dia inteiro, dará mais saciedade, diminuindo a fome fora de hora, e impedirá que você exagere nas grandes refeições. O intervalo entre cada refeição deve ser de no mínimo 2 horas.


Dica #6: Invista em um prato equilibrado e variado

Uma alimentação saudável pede equilíbrio de nutrientes e variedade de alimentos. Vale investir em frutas, legumes, verduras. Não se esqueça de completar o menu com diferentes tipos de carnes, cereais, leguminosas (feijão, lentilha), leites e derivados, grupos alimentares essenciais para a alimentação diária.


Dica #7: Evite fazer dietas restritivas

Dietas que cortam drasticamente as calorias ou algum componente específico, como os carboidratos por exemplo, são consideradas restritivas. Para perder com saúde o esperado é perder entre meio quilo e um quilo por semana. Mais do isso pode ser sinal de que você não está realizando a dieta mais adequada. A alimentação monótona e com pouca variedade de alimentos não traz todos os nutrientes que o corpo precisa, podendo até afetar a imunidade e o corpo mais vulnerável a doenças. Dieta dos shakesdieta sem glúten e dieta da sopa são alguns exemplos de dietas restritivas.


Dica #8: Invista nos chás que ajudam a emagrecer

Alguns deles, como o chá verde, chá preto e o chá de canela, estimulam a queima calórica. Enquanto o chá de hibisco contribui para que menos gordura fique acumulada no abdômen. Veja os chás que contribuem para a perda de peso.


Dica #9: Pratique exercícios que queimam gordura

A Organização Mundial de Saúde recomenda praticar ao menos 150 minutos de exercícios moderados por semana para uma pessoa ser considerada ativa. Ou seja, praticando uma hora de exercício em três dias na semana (180 minutos), você já ultrapassa essa meta! Para queimar gordura e emagrecer é importante investir em atividades aeróbicas como: caminhadas, corridas, bicicleta, dança, natação, entre outros.


Dica #10: Não deixe de ganhar músculos

Praticar exercícios de força, como a musculação e pilates, também são superimportantes para ganhar músculos e fazer o corpo gastar calorias. Veja os benefícios da musculação para emagrecer


Dica #11: Tenha cuidado com as dietas da moda

Existem uma série de dietas que prometem o emagrecimento rápido. Fique atento a que custo essa perda de peso é alcançada. Muitas delas levam à perda de músculos, o que é especialmente prejudicial para quem quer emagrecer e manter o peso depois disso. Algumas dessas dietas são:


Dica #12: Diminua o consumo de sal e açúcar

sal é o principal fonte de sódio, mineral que em excesso no organismo aumenta o risco de hipertensão e a retenção de líquido. Já o açúcar consumido em excesso se transforma em acúmulo de gordura, principalmente na região da barriga. Alimentos fontes de carboidratos simples são ricos em açúcar. Entre eles estão: açúcar de adição, refrigerantes, doces e os que contam com muita farinha branca, como pães, massas e bolos.




Dica para emagrecer #13: Saiba quando alguma coisa está errada com a dieta

Alguns sinais de que o emagrecimento rápido está prejudicando sua saúde são: queda de cabelo, unhas fracas e quebradiças, desânimo, fraquezaindisposição, tontura, flacidez e constipação intestinal.


Dica #14: Fique longe da gordura trans

Este tipo de gordura pode ser encontrada em alguns biscoitos, sorvetes, bolos industrializados, entre outros. A gordura trans aumenta o LDL (colesterol ruim para o organismo) e diminui o HDL (colesterol bom). Além disso, age também aumentando os triglicerídeos que pode ser armazenado no tecido adiposo. Veja os riscos da gordura trans e onde é encontrada. Veja os riscos da gordura trans e onde é encontrada


Dica #15: Reduza o consumo de gordura saturada

O consumo de gorduras saturadas em excesso está relacionado ao acúmulo de gordura no organismo, ou seja, dificuldade para emagrecer. Os alimentos com grandes quantidades de gorduras saturadas são: carnes vermelhas, leite integral, manteiga e queijos.


Dica #16: Fique de olho nas calorias dos alimentos

Olhar o rótulo dos alimentos é uma boa maneira de controlar o consumo de calorias. Saiba que os carboidratos possuem 4 calorias por grama, enquanto as proteínas também contam com 4 calorias por grama e as gorduras possuem 9 calorias em cada grama. Aprenda a decifrar os rótulos dos alimentos .


Dica #17: Beba uma média de 2 litros de água por dia

Consumir os líquidos certos contribui e muito para emagrecer de forma saudável. A recomendação é ingerir entre 30 a 35 ml por kg de peso corporal de líquidos, o que em média fica em torno de 2 litros por dia. Veja a importância de tomar água durante o dia para o emagrecimento e dicas de consumo.


Dica para emagrecer #18: Maneire na cervejinha

O álcool é uma substância tóxica para o organismo e o fígado dá preferência para metaboliza-lo primeiro. Essa mudança no metabolismo do fígado favorece o acúmulo de gordura no organismo. Veja os riscos do consumo em excesso de álcool para a saúde


Dica #19: Reduza o consumo diário de calorias

Para emagrecer rápido muitas pessoas optam por uma redução extrema de calorias. O consumo inferior a 1200 calorias por dia não é orientado para a perda de peso e pode levar a problemas como fraqueza, desmaio e, claro, efeito sanfonaVeja como cortar as calorias extras das refeições.




Dica para emagrecer #20: Descubra qual é o seu peso ideal

O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma maneira de avaliar se o peso da pessoa está dentro do considerado saudável ou não. Ele é calculado por meio do peso em quilogramas dividido pela altura ao quadrado (Kg/m²). Apesar de não mostrar a proporção de gorduras e músculos do corpo humano, o IMC ajuda a ter uma noção sobre se o peso do indivíduo está dentro do considerado saudável ou não. Calcule aqui seu IMC e descubra seu peso ideal. .

Alimentos que podem ajudar a eliminar gordura

Veja os sete alimentos que podem ajudar a eliminar gordura








(Crédito: Reprodução / Mega Curioso)
Está de dieta há muito tempo e não consegue eliminar aquela gordurinha?! 
Então confere essa lista com sete alimentos
 que podem te ajudar na hora de perder a gordura:

Originária da região da Cordilheira dos Andes, na América do Sul, 
o início do consumo humano da quinoa remonta 
aos tempos da colonização do continente, 
milhares de anos atrás. Fonte de fibras
 e nutrientes como ferro, zinco e vitamina E,
 ela é um alimento ideal para quem está em
 busca de saciedade e aceleração do metabolismo.

2. Banana
Uma banana-prata de tamanho mediano possui cerca de 40 calorias — 
valor praticamente irrisório diante dos benefícios trazidos pelo
 seu consumo regular. Rica em fibras,
 ela propicia a sensação de saciedade e reduz a 
pressão arterial por conta da sua alta quantidade de magnésio.

3. Peixes
Menos gordurosos do que as carnes de boi e frango, 
os peixes podem ser grandes aliados nas dietas de emagrecimento. 
Contudo, os seus benefícios não se encerram por aí:
 eles também ajudam a prevenir doenças cardiovasculares, 
melhoram a memória, fornecem proteínas para o 
corpo e possuem propriedades anti-inflamatórias.

4. Mariscos
Da mesma forma que os peixes, os mariscos — 
como camarões, lagostas e lagostins — 
são altamente nutritivos e pouco calóricos. 
Embora não sejam tão acessíveis quanto outros tipos de carnes, 
eles contêm gorduras monoinsaturadas que ajudam a evitar 
a acumulação de gordura extra. Alimentação saudável: 
As panelas da Royal Prestige cozinham quase todos
 os tipos de carne sem gordura Patrocinado

5. Nozes, amêndoas e castanhas
Oleaginosas como a castanha-do-pará, nozes e as amêndoas
 são ricas em gorduras monoinsaturadas que protegem o
 sistema cardiovascular e diminuem o apetite. 
Só que seu consumo exige moderação e deve estar 
atrelado a uma dieta de reeducação
 alimentar, já que elas são altamente calóricas.

6. Abacates
Queridinho por muita gente, o abacate, além de saboroso, 
contém gorduras saudáveis que têm função antioxidante —
 por exemplo, o ômega 3. Além de ser um bom 
aliado para o emagrecimento, ele fortalece o 
sistema imunológico,
 impedindo o surgimento de doenças oportunistas.

7. Maçãs
Com mais de 7,5 mil tipos diferentes, as maçãs 
são uma das frutas mais populares do mundo.
 Sua alta concentração de fibras aumenta a sensação
 de saciedade no corpo e a transforma no
 alimento perfeito para ajudar a perder gordura abdominal.



Fonte: Mega Curioso

Veja o que se deve cortar para emagrecer mais rápido.


Veja o que se deve cortar para emagrecer mais rápido



Só contar calorias não garante o emagrecimento. Confira como agem no seu organismo as gorduras, carboidratos e proteínas


Na hora de fazer dieta muita gente acredita que o que vale mesmo é contar calorias. E é quase consenso que o 'vilão' mais calórico da alimentação são os carboidratos. O prato típico brasileiro, com arroz, feijão e carne, por exemplo, tem vários nutrientes essenciais para o organismo, e também muitas calorias. Porém, não é somente a contagem das calorias que deve ser levada em conta na hora de perder peso.

Estudos de revisão realizados por profissionais da Universidade de São Paulo (USP) demonstraram que a comida gordurosa facilita a deposição de gordura corporal com mais rapidez do que comidas ricas em carboidratos, mesmo quando o índice calórico das duas é similar. De acordo com os pesquisadores, o risco de conversão em gordura corporal no primeiro caso é de 96%, enquanto que no segundo caso é de apenas 46%.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o corpo precisa sim de carboidratos para acabar com a barriguinha. Os pesquisadores explicam que um subproduto dele é essencial para quebrar lipídios no organismo. Sem esse nutriente, o corpo é obrigado a usar substratos que vieram da degradação dos músculos para originar os quilos a mais. Ou seja, cortar calorias sem ficar atento ao que está sendo tirado da bandeja pode resultar em perda de musculatura. Neste momento, os números na balança podem até cair, no entanto, para a tristeza de muitos, a barriga saliente permanece intacta.


O apetite das pessoas também é essencial para o sucesso de dietas. Quando a pessoa come comidas muito gordurosas, isto faz com que o apetite fique desregulado. Em execesso, as gorduras saturadas ativam o sistema imunológico causando inflamações pelo corpo todo, até mesmo na cabeça. Esse processo acaba dificultando a ação da leptina e da insulina - substâncias que quando agem na massa cinzenta trazem a sensação de saciedade. E se você sente mais fome, fica mais difícil ainda resistir a alimentos como doces, frituras e pizzas.

De tudo um pouco

Mas para garantir o sucesso da sua dieta, só eliminar as gorduras do seu cardápio também não vai adiantar. A ideia é substituí-la por opções mais leves e saudáveis, consumidas em porções significativas. A partir disso, é possível começar o caminho para esculpir o corpo, e para que a cintura permaneça fina por anos!

Prova disso é uma pesquisa realizada pela Universidade de Copenhague, na Dinamarca. Para o estudo, os pesquisadores selecionaram 773 adultos que haviam emagrecido recentemente e pediram que uma parte deles seguisse uma dieta rica em proteínas por 26 semanas. O restante se alimentou com poucas fontes do nutriente, preocupando-se somente com calorias e, em menor grau, com as gorduras. Resultado: a maioria dos integrantes do primeiro grupo se manteve em forma, enquanto, no segundo, muitos indivíduos voltaram a ter a barriga aparente.

A esta altura você deve estar todo alegrinho achando que as proteínas são a solução de tudo, certo? Errado mais uma vez. Os adeptos da academia, acreditam que engolir bifes e mais bifes para conseguirem mais músculos, porém, o corpo só consegue processar determinada quantidade da substância, em média 1 grama por quilo do peso corporal. O excesso de proteínas desse tipo pode acarretar problemas nos rins. As proteínas geram saciedade e formam músculos sim, mas o ideal é consumir alimentos mais leves e sem exageros.

Para ajudar ainda mais no processo de emagrecimento, as fibras devem ser encaixadas no cardápio. Por retardarem o esvaziamento gástrico e diminuirem picos de insulina após as refeições, elas mantém o hormônio em níveis adequados. Ou seja, consumir fibras ajuda a saber quando é hora de parar de comer. Por isso é importante o consumo dos cereais integrais.

Reprodução
Reprodução


Outro fato que não deve ser esquecido é que fazer mais refeições ao longo do dia pode fazer toda a diferença. É importante se alimentar muitas vezes, com porções controladas. Caso contrário, o corpo entende que está faltando comida no ambiente e passa a trabalhar em um ritmo mais lento. Por fim, lembre-se que praticar exercícios físicos, além de evitar a flacidez dos músculos, ajuda a emagrecer
mais rápido.

Como agir no dia a dia?

Leia todo o rótulo

Alguns produtos são bastante calóricos, mas, por outro lado, têm uma menor quantidade de gorduras saturadas ou trans. Vale a pena conferir se eles estão repletos das versões insaturadas, que, consumidas moderadamente, são benéficas para o sucesso de uma dieta. Também fique de olhos abertos para a porção indicada.

Líquido ou sólido?

As frutas são ótimas amigas da boa saúde, não importa a forma como são apresentadas na mesa. Agora, quando o objetivo é secar os excessos gordurosos, aposte nas versões in natura. Assim você aproveita melhor suas fibras. Para quem acha que é pouco, o suco ainda carrega mais frutose, um açúcar que contribui para o ganho de quilos indesejados. Fique atenta!

Faça exercícios

Antes da atividade física, é sempre bom ingerir fontes de carboidratos simples, como uma fruta leve. Não esquecendo que estar hidratado também é essencial. Isto ajuda a aumentar a resistência e, beneficiar o desenvolvimento muscular. Evite ficar sem comer ou, por outro lado, engolir alimentos fibrosos e refrigerantes. Após a suadeira, lance mão de alimentos proteicos, como o peito de peru, porém moderadamente.

Tipos de gorduras

Insaturadas: desde que ingeridas com parcimônia, protegem o sistema cardiovascular das placas gordurosas. Presentes em peixes e no azeite, também combatem inflamações. Com isso, atenuam os efeitos engordativos de outras gorduras.

Trans: ela foi praticamente banida no Brasil. Ainda encontrada em alguns biscoitos ou margarinas, danifica a membrana das células e eleva os níveis de colesterol.

Saturadas: aparecem nas carnes gordas, no leite e em seus derivados. Como estão ligadas a problemas cardíacos, recomenda-se que não mais do que 7% das calorias ingeridas diariamente venham delas. E vale reforçar: são as que mais prejudicam tentativas de se manter em forma e de fazer um regime ir por água abaixo.

Tipos de carboidratos

Simples: ideais para aumentar a disposição, estão nas frutas e no arroz branco. A parte ruim da história é que aumentam as taxas de açúcar, que prejudica os diabéticos.

Complexos: eles constituem os cereais integrais e aumentam a sensação de saciedade, além de evitar picos de glicose na circulação. Para melhorar, dificilmente se transformam em pneus ao redor do abdômen. Só não são indicados para antes dos exercícios físicos. (Fonte: Revista Saúde é Vital)

Alimentos Que Ajudam a Emagrecer

Alimentos Que Ajudam a Emagrecer

Alimentos Emagrecedores
Alguns alimentos podem fazer com que você emagreça mais rapidamente. Conheça a lista de frutas, cereais e até doces que devem estar presente em uma dieta saudável.

DietasNutrição

Existem alimentos que podem acelerar o ganho de peso, como doces, frituras e lanches rápidos. Por outros lado, existem também aqueles que ajudam no emagrecimento porque atuam de forma benéfica no organismo. Veja a lista de alimentos que não podem faltar em sua dieta!

Arroz Integral

A troca do arroz branco pelo arroz integral é uma boa pedida para quem quer emagrecer. Diferentemente da versão processada, o grão integral contém amido complexo, que acelera o metabolismo e favorece a queima de gorduras. Outro benefício é a presença de fibras, que dão mais saciedade. Comendo pouco arroz integral na hora do almoço, por exemplo, você se sentirá alimentado pela próximas horas. Assim, fica mais fácil manter a dieta sem “beliscar” várias vezes ao dia.

Aveia

A aveia é fonte de energia, o que significa que a quantidade de calorias contida no cereal é alta. Porém, outras substâncias encontrada no grão de aveia a transformam num ótimo alimento emagrecedor. Por conter alto teor de fibras, a aveia melhora o funcionamento do intestino e diminui a sensação de fome. Além disso, as fibras alimentares do tipo solúvel dificultam a absorção de gorduras e açúcares durante a digestão, contribuindo para a perda de peso.
Conheça os alimentos que ajudam na dieta

Banana

Muita gente pensa que banana engorda, mas isso não é bem uma verdade. Por ser uma fruta rica em carboidratos, a banana deve sim ser consumida com moderação. No entanto, na quantidade certa, ela pode até acelerar o emagrecimento. O amido contido na banana, assim como o do arroz integral, é mais dificilmente absorvido pelo organismo. A fruta ainda contém triptofanos, que participam da síntese da serotonina, aumentando a sensação de bem estar e controlando a ansiedade.

Chá Verde

O chá verde ganhou fama como emagrecedor. Ele contém antioxidante que limpam o organismo de substâncias tóxicas, combatendo o inchaço. Além disso, o chá acelera o metabolismo, fazendo com que o gasto calórico seja maior. Para emagrecer, vale a pena tomar até 4 xícaras do chá diariamente, 30 minutos antes ou depois das principais refeições. O chás irmãos do verde, como o chá vermelho e o chá branco também podem ser benéficos e com sabor menos amargo.

Chocolate Amargo

Que está de dieta pode sim comer chocolate. Um estudo realizado na Dinamarca observou que pessoas que consumiram um “quadradinho” de chocolate amargo pela manhã reduziram a ingestão de calorias no decorrer do dia. O chocolate com maior quantidade cacau também contém alto teor de gorduras monoinsaturadas, que regulam os índices do colesterol. O ideal é observar o rótulo do chocolate: quanto maior fora a concentração de cacau, mais saudável será o doce.