Digital clock

Lista que emagrece só de ler.

Alimentos que emagrecem: uma lista que emagrece só de ler



Buscar alimentos que emagrecem é uma tendência natural de quem tem esse objetivo.
Perder peso no final das contas, nunca vai deixar de ser uma relação matemática: enquanto você ingerir menos calorias do que gasta, você perderá peso.
É um pouco mais complicado que isso se formos analisar a fundo, mas em última análise, se aplica.
banner método emagrecimento fácil
E o que você come certamente tem impacto sobre isso.
Portanto, sempre é bom ter conhecimento  sobre quais alimentos que emagrecem.
Esses alimentos acabam sendo essenciais no seu processo de perda de peso.

Alimentos que emagrecem podem atuar de algumas formas:

Alimentos que emagrecem têm efeito sobre o metabolismo e saciedade.
Aumento do metabolismo, saciedade e gasto de calorias são processos que ajudam a emagrecer.
  1. Acelerando seu metabolismo
  2. Aumentando sua sensação de saciedade, o que faz você comer menos e ficar mais tempo sem comer.
  3. As chamadas “calorias negativas”, ou seja, o alimento tem tão poucas calorias que o processo de digestão gasta mais energia que o próprio alimento em si.
Isto posto, vamos conhecer alguns alimentos que, seja pelo motivo que for, acabam por ajudar você a emagrecer.
Gengibre: Tem a capacidade de aumentar o seu metabolismo, mas não em 20%, como é comum encontrar tal informação.
Os estudos que levaram a esse número foram feitos em animais, e apenas em pedaços de tecidos destes. Em seres vivos, esse montante não passa de 2 a 5%, que é comparável a estimulantes como a cafeína.
Mas não tira o mérito do gengibre como alimento emagrecedor.
banner método emagrecimento fácil
Além de aumentar a perda de gordura, o gengibre ajuda o organismo a sentir-se por mais tempo saciado.
Também está provado que o gengibre funciona como um inibidor de apetite natural, que é a melhor maneira de perder peso.
Inibidores de apetite naturais são seguros e não causam nenhum rebote, o popular efeito sanfona.
O gengibre também suprime o cortisol – hormônio esteroide que regula a energia e sua mobilização.
Ou seja, ele deixa o organismo preparado para situações de perigo, mas também serve para ajudar o organismo a controlar o estresse, reduzir inflamações, bem como auxilia no adequado funcionamento do sistema imunológico.
Também ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue constantes, assim como a pressão arterial.

Grãos integrais: São carboidratos que ajudam a estabilizar os seus níveis de insulina.
Além disso, os grãos integrais são bastante nutritivos, o que aumenta a saciedade e faz você comer menos.
Entretanto, eles ainda são carboidratos, por mais que seus efeitos sobre a insulina sejam mais suaves. Não vale exagerar ou achar que não engordam e enfiar o pé na jaca.
Chá verde: Já apresentamos o chá verde neste artigo, e sabendo de suas capacidades aceleradoras do metabolismo, ele tem lugar nesta lista.
Além do efeito no metabolismo, o chá verde contém quantidade elevada de polifenóis, que ativam uma enzima que acaba por dissolver os triglicerídeos.
Isso pode ajudar a diminuir o conteúdo gorduroso do corpo, se você beber chá verde regularmente.
Os polifenóis presentes no chá verde também auxiliam a sua performance no exercício.
Isso porque vão estimular suas células musculares e seu fígado a usar mais ácidos graxos, e como resultado, o uso de carboidratos será mais lento (lembrando que, para emagrecer de forma eficiente, é importante reduzir a quantidade e aumentar a qualidade dos carboidratos que você ingere).
Com os carboidratos disponíveis no organismo (na forma de glicogênio), você poderá exercitar-se por um período maior, e com isso queimar ainda mais calorias.

Frutas cítricas: Ajudam a queimar calorias, primeiro pelo número reduzido destas, segundo, pelo alto teor de vitamina C, que acaba por reduzir os já citados picos de insulina.

Alimentos ricos em Omega-3: O ômega 3 é um ácido graxo que ajuda a manter nosso metabolismo acelerado, atuando no equilíbrio hormonal da leptina, hormônio que tem influência na velocidade do metabolismo.
Alguns peixes, nozes e sementes são boas fontes de omega-3.
O ômega 3 também emagrece porque tem a capacidade de ativar uma proteína chamada PPAR-gama.
Essa proteína é importante para melhorar os efeitos da insulina nas células, de maneira que a insulina consiga converter mais facilmente o açúcar em energia.
Esse é justamente o processo que evita que os excessos se transformem em gorduras indesejadas.

Água: Não é exatamente um alimento, mas a água ajuda sim a perder peso.
Seja por otimizar as reações químicas do organismo, mantendo a velocidade do metabolismo, por diminuir o apetite, ou por ter zero calorias.
Beber água gelada também faz nosso organismo gastar energia para trazê-la à temperatura do corpo.
Isso coloca a água como “alimento” de caloria negativa, ou seja, você gasta mais calorias do que ingere só pelo fato de ingerir.
 
Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?
Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.
E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.
Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Alimentos ricos em cálcio: Um estudo da Universidade do Tennessee comprovou que mulheres que ingerem 1200 a 1300 mg de cálcio por dia emagreceram o dobro do que mulheres que não ingeriam tal quantidade.
Laticínios desnatados, gergelim, espinafre, brócolis, laranja e feijões são ótimas fontes do mineral.

Pimentas: Além de ajudar a reduzir o desejo por outros alimentos, as pimentas também ajudam a acelerar o metabolismo, devido à presença de capsaicina, que estimula receptores da dor, aumentando o fluxo sanguíneo e a taxa metabólica basal temporariamente.
Sopas: Além do óbvio número reduzido de calorias, devido ao conteúdo, um estudo da Universidade de Penn State demonstrou que sopas acabam por reduzir o apetite em geral, dada a combinação de líquidos e sólidos, e com tudo isso, aceleram o metabolismo e queimam gordura.
Substituir algumas refeições por sopas pode ser uma boa estratégia para reduzir o número de calorias ingeridas ao longo do dia.
Isso deve-se ao fato que boa parte das sopas contém vegetais saudáveis, o que também pode auxiliar no fornecimento de nutrientes variados.
Porém deve-se tomar muito cuidado, porque a redução do número de calorias pode ser tão drástica que num primeiro momento, a pessoa perderá bastante peso.
E empolgada, pode querer manter-se sempre substitutindo refeições por sopas ou pior, adotar uma dieta da sopa completa.
E aí a estratégia vira um tiro no pé.
Primeiro porque estando sempre em deficit intenso de calorias e possivelmente nutrientes, a pessoa tenderá a sentir mais fome, e daí para estragar a dieta é um pulo.
E pior, terá um organismo que vai absorver toda e qualquer caloria ingerida, afinal, está ávido por elas.
Não surpreendentemente, a recuperação do peso perdido pode ser muito rápida.
Segundo porque o deficit de calorias pode se intensificar a ponto de você sentir fadiga precoce.
Pense em se exercitar sem energia. Isso joga contra os seus esforços, não?
Terceiro, não é sustentável assim a longo prazo.
Chega uma hora que você enjoa de tomar tanta sopa.

Ovo: A presença do ovo como alimento que emagrece deve-se ao fato que o seu teor de gorduras e proteínas promove saciedade por longos períodos, e no geral acaba por diminuir a sua necessidade de comer.
Só não vale exagerar na quantidade, pois a gema contém bastante colesterol.

Maçã e pera: Essas frutas possuem boa concentração de fibras, que aumentam o trabalho e o tempo de digestão, e com isso, o gasto energético.
Além disso, estudo realizado pela UERJ demonstrou que mulheres que consomem até 3 dessas frutas por dia emagreceram mais do que as que não consumiram.

Nozes e outros frutos secos: Práticas, versáteis, fáceis de carregar, e devido ao teor de gorduras insaturadas (saudáveis), acabam por causar saciedade prolongada, portanto, se consumidas em pequenas quantidades, ajudam a emagrecer.
Os frutos secos são ricos em gorduras monoinsaturadas, que é um tipo de gordura considerada boa para sua saúde.
Essa gordura provê benefícios como redução de risco de doenças cardiovasculares, controle dos níveis de colesterol e triglicerídios, e como se não bastasse, ainda auxilia no processo de perda de peso.
Sim, porque incluindo nozes e frutos secos na sua alimentação, o teor gorduroso vai influir na sua saciedade.
Uma quantidade moderada dessas gorduras na sua dieta tem o poder de manter você sem fome por mais tempo, o que obviamente vai prevenir que você ataque a geladeira quando não deve.
E isso sem falar que as gorduras monoinsaturadas ajudam a queimar ainda mais gordura, pois ativam o metabolismo das gorduras armazenadas.

Vinagre: Tem a capacidade de lentificar a digestão, o que aumenta a queima de calorias.
O ácido acético, principal componente do vinagre, faz com que alimentos demorem mais para passar do estômago para o intestino.
O vinagre de maçã também ajuda a reduzir os indesejados picos de insulina.

Uma lista e tanto de opções de alimentos que emagrecem, não acha?
Mas você sentiu falta de algum alimento nesta lista? Participe e dê sua opinião abaixo nos comentários.

Os melhores alimentos para perder peso

Os melhores alimentos para perder peso

Além de alimentos com poucas calorias, devemos escolher aqueles alimentos que facilitem a perda de peso. É importante escolher itens que sejam ricos em fibras e água.
A obesidade eleva o risco de desenvolver problemas coronários e acidentes cerebrovasculares, por isso, muitas pessoas desejam perder peso.
Ainda que a redução do consumo de calorias seja primordial pra perder o excesso de quilos, é importante escolher os alimentos adequados para que a dieta seja eficaz.
Existem certos alimentos que ajudam a acelerar a perda de peso, conheça alguns deles a seguir.

Perder peso com pepino na dieta

pepino apresenta vitaminas A, C e K e minerais como o magnésio, cálcio, manganês, fósforo, cobre, ferro e zinco. É ideal para uma dieta de perda de peso, pois é rico em fibras e tem pouca gordura, ajuda principalmente a diminuir sua cintura. Adicione o pepino às saladas ou coma-o com sal e azeite.

O suco de pepino é ideal para a perda de peso, pois contém uma grande quantidade de água. Além de proporcionar os eletrólitos necessários, hidrata as células do corpo e mantém uma sensação de plenitude por mais tempo. O suco de pepino é usado frequentemente na limpeza do organismo, você pode bebê-lo sozinho ou misturado com outras verduras.

Aipo

aipo auxilia na perda de peso
O aipo ajuda a reduzir o colesterol e é utilizado como um supressor de apetite, já que tem poucas calorias e é rico em fibras. O suco de aipo é um grande anti-inflamatório e ajuda a desintoxicar o organismo. Possui também um efeito diurético, pois elimina líquidos e toxinas. O suco também aumenta o fluxo intestinal.

Caldo desintoxicante

Prepare uma panela com quatro litros de água e adicione um ramo de aipo, duas maçãs grandes e duas cebolas grandes.
Deixe ferver até que os ingredientes estejam macios. Coa o líquido e guarde-o na geladeira. Tome uma xícara de caldo meia hora antes de cada refeição principal e, a cada vez, adicione um suco de meio limão.Tome três vezes ao dia.
Você pode consumir o caldo a hora que quiser, pois é anti-inflamatório e ajuda a perder líquidos acumulados, os resultados chegam após uma semana.

Aveia ajuda a perder peso

aveia para perder peso
A aveia é uma fonte excelente de vitamina B1, selênio, manganês, ferro, fósforo e triptofano, além de conter proteínas com pouca gordura. A fibra solúvel ajuda a perder peso, já que traz uma sensação de plenitude por mais tempo. Procure incluir, no seu café da manhã, aveia com leite, iogurte desnatado ou kefir.

Limão

limão ajuda a perder peso
O suco de limão é uma rica fonte de vitamina C, pois aumenta a função hepática e o metabolismo de gorduras. Além dos níveis de glutationa, um poderoso antioxidante, que ajuda na perda de peso e desintoxica o corpo com mais eficiência.
Cabe ressaltar, também, que o limão é um grande diurético. Por isso, é mais efetivo beber o suco de limão com água morna em jejum, o ato ajudará a limpar seu intestino, além de promover a diurese e a perda de peso.

Fique com o corpo sequinho comendo amendoim



Fique com 

o corpo sequinho

comendo amendoim

Parece contraditório, mas o calórico 

amendoim contribu

para que o ponteiro da balança despenque, 

acredite! Saiba do que o alimento é capaz.

Por Redação M de Mulher


Thaís Cavalheiro - Edição: MdeMulherEsqueça a fama de vilão do amendoim!Foto: DercílioO metabolismo pisa no aceleradorIsso quer dizer que o corpo gasta energia mais rápido, dissolvendo as indesejadas gorduras com grande eficiência, segundo pesquisa norte-americana da Universidade Purdue, na cidade de Lafayette, Indiana.Gorduras do bem inundam o organismo“As monoinsaturadas, por exemplo, que incluem o ômega-3, são as que mais estão presentes no amendoim”, diz Daniela Jobst, nutricionista funcional, de São Paulo. “Esse ácido graxo tem ação anti-inflamatória, e isso impede que a gordura corporal, que é um processo inflamatório, se acumule principalmente na linha da cintura.” Os fitoesteróis, gordura vegetal semelhante ao colesterol, mas, que, 
diferentemente deste, não é produzido pelo organismo, também se unem à tropa de choque antibarriga, reduzindo os níveis de glicose no sangue. Resultado: você emagrece.O apetite fica sob rédeas curtas“O amendoim ajuda a controlar o consumo de calorias vindas de outros alimentos”, explica a nutricionista Vanderlí Marchiori, vice-presidente da Associação Paulista de Fitoterapia. Isso porque, além da gordura boa, o amendoim é rico em vitamina E (são 5 miligramas em três colheres de sopa, nada menos do que um terço das nossas necessidades diárias), outro nutriente que dá saciedade. Mais uma explicação para o efeito emagrecedor do petisco está no seu baixo índice glicêmico. Como todo carboidrato, o amendoim se transforma em açúcar na corrente sanguínea. Só que esse processo acontece lentamente. Ótimo porque, assim, o pâncreas não se vê obrigado a fabricar uma grande quantidade de insulina. Em doses moderadas, esse hormônio, incumbido de retirar o açúcar da circulação, não mostra seu lado mais perverso: o de aumentar o apetite e levar ao acúmulo de gordura. “O atributo emagrecedor do amendoim se deve também à boa dose de fibras, que preenchem o estômago e afastam a fome”, completa Daniela Jobst.Aplaca a ansiedadeEstudos mostram que existe um elo entre o nervosismo e o ganho de peso. A irritabilidade também interfere com hormônios que servem de estopim para o volume da barriga. O segredo que faz manter a calma e afasta a gordura está na arginina (veja em Arginina, Prazer em Conhecer), uma partícula proteica que promove o relaxamento.Provas vivasMesmo em uma dieta sem restrição de calorias, o amendoim provou seu valor como um alimento que não faz o ponteiro da balança subir. Pesquisa norte-americana dividiu voluntários em três grupos. No primeiro, os participantes receberam uma dieta com 500 calorias a menos de gordura. Essas mesmas 500 calorias foram repostas com o consumo de amendoim. Ou seja, o total energético permaneceu o mesmo, mudando apenas a fonte das calorias. A segunda turma de voluntários consumiu uma dieta comum, que foi acrescida de 500 calorias vindas do amendoim. O terceiro grupo pôde introduzir o alimento na dieta como bem entendesse. Em nenhuma das três turmas, houve aumento significativo de peso. Segundo os pesquisadores, esse feito se deve à redução do apetite e à aceleração do metabolismo.
Adicione pequenas porções de amendoim à sua dieta.
Atenção!Isso não significa que você pode comer o amendoim até se fartar. Uma xícara do petisco (140 g) soma 500 calorias. Contente-se com uma colher de sopa (30 g), que tem 150. “Nessa quantidade, dá para comer todos os dias e obter todos os benefícios”, garante Daniela Jobst. Mas ela adverte: “O alimento pode causar reações alérgicas, como dor de cabeça e desconforto gástrico, em pessoas mais suscetíveis”. No Brasil, porém, estatísticas mostram que menos de 5% da população sofre desse tipo de alergia. “Por isso, o alimento é indicado também para crianças”, diz Vanderlí Marchiori.A forma mais saudável de consumir amendoim é torrá-lo em casa por dez minutos. “Assim, você evita o excesso de sal e a gordura vegetal hidrogenada, que acompanham o produto industrializado”, orienta Daniela Jobst. A nutricionista também sugere o creme de amendoim sem açúcar, encontrado em lojas de produtos naturais. Se desejar, você pode fazer em casa também. Basta processar a oleaginosa com algumas gotas de óleo vegetal, em quantidades suficientes para obter uma consistência cremosa.Petisco nutritivoO amendoim é uma oleaginosa que, como o nome sugere, carrega óleos e gorduras. Mas também pode ser classificado como leguminosa, pois é um parente do feijão e da soja. Além de ajudar a emagrecer, tem bons nutrientes para o seu corpo: Dá uma força para a libido, pois as boas doses de zinco e vitamina E ajudam a produzir hormônios sexuais.Reduz os sintomas da TPM graças ao alto teor de magnésio, um relaxante natural que contribui para diminuir a irritabilidade porque regula reações nervosas. A memória também melhora.Garante a saúde e a beleza do cabelo, pois o magnésio participa da formação de proteínas, como a queratina, que constitui os fios capilares.Alivia cãibras em razão do potássio.Fortalece os ossos, um feito do potássio e também do magnésio (sem a dupla, o cálcio não vai para os ossos).Blinda as defesas do organismo novamente por causa do potássio e do magnésio, que, juntos, formam um escudo contra vírus e bactérias.Protege o coração, pois os fitosteróis varrem das artérias o LDL, o colesterol ruim, e melhoram os níveis do HDL, o colesterol bom.Perigo ocultoCuidado! O amendoim pode esconder o risco das aflatoxinas, substâncias produzidas por fungos, que se proliferam durante a secagem, o armazenamento e o empacotamento e abrem brechas no organismo para o desenvolvimento de doenças, como a hepatite B e o câncer de fígado. A olho nu, é impossível saber se o alimento está contaminado. Por isso, a recomendação é não consumir o amendoim vendido por ambulantes. Para maior segurança, procure na embalagem dos produtos industrializados o selo da Fundação Pró-Amendoim, que acompanha todas as etapas de produção – do plantio ao empacotamento. “A Abicab (Associação Brasileira de Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados) segue de perto os procedimentos de controle de qualidade dos fabricantes de amendoim e derivados, garantindo ao consumidor produtos livres de contaminação”, explica André Guedes, vice-presidente do setor de amendoim da Abicab.

Alimentos calóricos que você deve comer se quiser emagrecer

Apesar de calóricos, 

estes alimentos são ricos em 

nutrientes aliados da dieta

© iStock
LIFESTYLE DIETAAGORA MESMOPOR NOTÍCIAS AO MINUTO
O simples cálculo das calorias consumidas vs as calorias queimadas é uma base para o emagrecimento. No entanto, não é evitando todos os alimentos calóricos que  você conseguirá emagrecer mais rápido. O ideal é, mais do que olhar para as calorias, olhar para a fonte das calorias que ingere.
PUB
Há alimentos que são mais calóricos, mas que também têm mais proteína, fibra e gordura, o que é essencial para se manter saciado por mais tempo, e que vão resultar em uma menor ingestão calórica ao fim do dia. Não é preciso ter medo das calorias dos alimentos, desde que estes sejam saudáveis. A revista Prevention entrevistou nutricionistas e revelou os cinco alimentos calóricos que quem está tentnado emagrecer deve incorporar à dieta:
Abacate. Um terço de abacate pode conter 80 calorias, mas também conta com 20 vitaminas e minerais, três gramas de fibra e gorduras monoinsaturadas.
Gemas de ovo. Para quem quer emagrecer, passar a comer só as claras dos ovos e deixar as gemas de fora é uma boa forma de cortar nas calorias ingeridas, no entanto, isso pode não lhe ajudar muito a longo prazo. As gemas são ricas em nutrientes importantes como vitaminas A, B, K2 e colina. Estes nutrientes contribuem para a função metabólica e para a saúde da tireoide, ambos cruciais para a perda de peso.
Laticínios integrais. Uma das mais antigas recomendações para emagrecer é optar por consumir produtos lácteos desnatados ou semi-desnatados, mas há algum tempo que esta dica saiu de moda. Os estudos atuais demonstram que as populações que consomem laticínios têm menor taxa de obesidade do que as que optam pelas versões com menos gordura. A gordura do leite contém um ácido graxo chamado ácido linoleico conjugado (CLA), que melhora a perda de gordura.
Oleaginosas. Para quem quer emagrecer, uma mão cheia de nozes e castanhas é uma excelente opção para lanche. Isto porque são carregados de proteína, fibra e gorduras mono e poliinsaturadas, que ajudam a saciar por mais tempo. 
Azeite. O azeite é uma gordura poli-nsaturada que contém ômegas 3 e 6, que reduzem a inflamação, uma causa comum do ganho de peso. Uma colher de sopa pode conter cerca de 120 calorias, por isso é ideal para temperar pratos pouco calóricos, como saladas ou legumes assados ou cozidos, por exemplo.